PT
ENG
Botelho. Centenário do nascimento
Botelho. Centenário do nascimento
Comemora-se este ano o centenário de nascimento de Carlos Botelho (1899-1982). Os fortes laços de amizade que o uniam ao casal Arpad Szenes e Vieira da Silva reforçam a importância desta exposição, organizada em colaboração com a Câmara Municipal de Lisboa.
A exposição, concebida para o espaço da Fundação Arpad Szenes – Vieira da Silva, foi organizada por Manuel Botelho, com o apoio de Raquel Henriques da Silva e de José Rafael Botelho. Trata-se de uma exposição antológica que propõe uma visão da obra do artista através de alguns dos seus momentos mais significativos.
O conjunto de pinturas escolhidas permite uma visão da diversidade da pintura de Carlos Botelho e uma redescoberta num percurso que se organiza em 5 núcleos:
1. "Retrato(s) de Lisboa": a Costa do Castelo, 1930-1982. A Costa do Castelo, para onde Botelho foi residir em 1930 (até 1949) é indissociável da sua obra, sendo uma verdadeira matriz plástica, compositiva, espacial, cromática e lumínica de inúmeras pinturas.
2. "Retratos de gente": paralelamente a outras investigações iconográficas, Botelho executa uma série de retratos de familiares e amigos entre 1932 e 1941, modelos que também lhe servem de motivos plásticos.
3. "Lisboa e o(s) ciclo(s) de viagem": a par de Lisboa, sempre retomada como tema pictórico, Botelho regista a vivência de outras cidades por onde passou, como Nova Iorque ou Florença.
4. "Retrato(s) de Lisboa": das colinas e do Tejo. Desde 1930 que Botelho regista outros locais da cidade: O Cais das Colunas, o jardim de São Pedro de Alcântara, a Igreja da Graça, São Vicente de Fora, Santo Estevão ou a Sé são exemplos de outros olhares sobre a cidade.
5. "Outro Botelho": Três obras isoladas evocam momentos que não couberam no espaço disponível, ou sem continuidade na obra de Botelho, apresentando o pintor na sua diversidade e antecedendo os 4 núcleos principais.
A exposição termina com um pequeno grupo das suas obras finais.
VOLTAR
© Copyright FASVS 2010 | Design by MOZO