PT
ENG
ARMINDO CARDOSO. HERÓIS, POVO E PAISAGEM CHILENA
APRESENTAÇÃO PDF
ARMINDO CARDOSO. HERÓIS, POVO E PAISAGEM CHILENA

                   A Fundação Arpad Szenes-Vieira da Silva, em colaboração com a Câmara Municipal de Lisboa, apresenta a exposição de fotografia de Armindo Cardoso, Heróis, povo e paisagem chilena,  integrada na programação da Passado e Presente – Lisboa Capital Ibero-americana da Cultura 2017.  Comissariada por António Pinto Ribeiro, a exposição traz-nos sessenta registos de um Chile desaparecido, anterior à ditadura de Pinochet.

                     “Armindo Cardoso saiu de Portugal, por motivos políticos, em 1965, tendo primeiro vivido como exilado em França, país onde iniciou a sua formação como fotógrafo. Em 1969, acompanhado da mulher de nacionalidade chilena e de uma filha, foi para o Chile, onde lhe nasceu um filho e onde inicia o seu trabalho como fotojornalista. Em 1973, a seguir ao golpe de Pinochet, decidiu enterrar todos os seus negativos num jardim de uma casa na Quinta Normal em Santiago tendo-se depois refugiado na Embaixada da Venezuela e, posteriormente, com a ajuda da Embaixada de França no Chile, viajou para Paris.

   É uma parte desses negativos que aqui se expõem que foram depois recuperados pelo adido cultural de França no Chile e levados para Paris em 1974. O acervo fotográfico de mais de 4000 negativos a preto e branco reflete lucidamente uma época, e é um extraordinário arquivo do que foram os anos da democracia chilena durante o governo de Unidade Nacional sob a presidência de Salvador Allende. Desse arquivo, que testemunha a vida dos chilenos nesses três anos intensos e únicos no Chile, apresenta-se aqui uma selecção de retratos de políticos, artistas e intelectuais, de paisagens chilenas do norte e do sul, de imagens de manifestações populares por todo o Chile, de arte de rua e muralismo nas ruas de Santiago, de inéditos registos de comunidades mapuches e da vida quotidiana.”

 

António Pinto Ribeiro

Nota de imprensa 

VOLTAR
© Copyright FASVS 2010 | Design by MOZO