PT
ENG
Lourdes Castro: à sombra
APRESENTAÇÃO PDF
Lourdes Castro: à sombra

Em 2004 Lourdes Castro foi reconhecida com o Prémio CELPA / Vieira da Silva - Artes Plásticas Consagração, no entanto, por impossibilidade da pintora, a exposição que normalmente acompanha esta distinção não aconteceu. Um ano depois, realiza-se assim uma exposição mais completa, a que Lourdes Castro intitulou “À sombra”.
A sombra foi uma constante na obra de Lourdes Castro, que executa as primeiras sombras em serigrafia em 1962, sob a forma de projecções e contornos de figuras humanas; a artista virá ainda a experimentar para este tema, diversos outros materiais, como o plexiglass (pintado e recortado), a partir de 1964 e o pano, nomeadamente lençóis bordados (1968/1969). No início dos anos setenta Lourdes Castro descobre a sombra em movimento, dedicando-se, em estreita colaboração com Manuel Zimbro, ao teatro de sombras.
Esta exposição reúne cerca de 45 obras sobre papel ou tendo como base o desenho, de diferentes períodos (compreendidos entre 1966-1980), entre as quais os teatros de sombras e as “ombres portées”, para além do conjunto previamente exposto da série “sombras à volta de um centro”, que deu, aliás, nome a uma exposição em Serralves há dois anos atrás.

VOLTAR
© Copyright FASVS 2010 | Design by MOZO