PT
ENG
Arpad Szenes. Gravuras
Galeria piso 0
08 Julho 1999 - 12 Setembro 1999
Arpad Szenes. Gravuras
A presente exposição temporária insere-se no ciclo temático iniciado com "Arpad Szenes e Vieira da Silva nas colecções Portuguesas".
Para além de uma notável obra de desenho, pintura, guache e têmpera, Arpad também se dedicou, embora irregularmente, à gravura. Iniciou-se nesta técnica em 1931, no famoso «Atelier 17» de Hayter, em Paris, que frequenta até ao início da guerra em 1939. A sua aprendizagem não se limita ao domínio da técnica, sendo enriquecida pelo estimulante convívio com os artistas que frequentavam o atelier, nomeadamente os surrealistas como Tanguy, Max Ernst e Miró que o influenciaram particularmente.
A sua obra gráfica deste período reflecte a segurança, a força e a delicadeza dos seus desenhos e das suas pinturas, bem como os mesmos temas (Couples, Guerriers, Hommes-trompettes, Enfants au cerf-volant, etc.). As suas pranchas revelam ainda, nas técnicas e no traço utilizados, uma forte influência de Hayter.
VOLTAR
© Copyright FASVS 2010 | Design by MOZO