PT
ENG
Giorgio Morandi: pintura e obras sobre papel de 1914 a 1963
Galeria piso 0
06 Novembro 2002 - 26 Janeiro 2003
Giorgio Morandi: pintura e obras sobre papel de 1914 a 1963

Em colaboração com o Museu Morandi, a Fundação Arpad Szenes-Vieira da Silva orgulha-se de apresentar a primeira grande retrospectiva de Giorgio Morandi (1890-1964) em Portugal.
A exposição, dividida por géneros e técnicas, engloba obras de 1914 até 1963, ou seja, a cuidada selecção das obras permitirá ao visitante conhecer os momentos mais marcantes da produção de Morandi e apreciar obras alusivas a todo esse período, onde estão representadas as célebres paisagens e naturezas mortas, sem esquecer as composições com objectos quotidianos.
Englobando a sua produção de pinturas e obras sobre papel abrangendo, assim, todas as técnicas artísticas que Morandi utilizou ao longo da sua carreira, serão expostas, ao todo, 66 obras, das quais: 31 pinturas, 6 aguarelas, 9 desenhos e 20 gravuras. Vieira encantava-se com os seus desenhos e águas-fortes, já Arpad preferia as aguarelas e os óleos do pintor.
A obra de Morandi ficou conhecida pela pesquisa e trabalhos de luz e cor, aspectos que conseguiam transformar meros objectos vulgares, reais e familiares, nalgo mais abstracto, pois “nada é mais abstracto do que a própria realidade” (Morandi em entrevista à Voice of America, 25 de Abril de 1957), dando origem a uma interessante dicotomia.

VOLTAR
© Copyright FASVS 2010 | Design by MOZO