PT
ENG
GABINETE DE ANATOMIA: Arpad, Vieira e os desenhos anatómicos do Museu de Medicina
Galerias piso 1
06 Maio 2011 - 25 Setembro 2011
GABINETE DE ANATOMIA: Arpad, Vieira e os desenhos anatómicos do Museu de Medicina

A exposição Gabinete de Anatomia é organizada conjuntamente pela Fundação Arpad Szenes-Vieira da Silva e pelo Museu de Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, com o apoio da Universidade de Lisboa e da Fundação Calouste Gulbenkian, no quadro das comemorações dos centenários da Universidade de Lisboa e da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa.

Comissariada por Manuel Valente Alves, a exposição Gabinete de Anatomia é composta por desenhos anatómicos da autoria de Vieira da Silva e de Arpad Szenes e desenhos anatómicos da colecção do Museu de Medicina, recentemente inventariados no contexto do projecto de investigação «A imagem na ciência e na arte» do Centro de Filosofia das Ciências da Universidade de Lisboa.

A exposição divide-se em quatro núcleos: 1. Anatomia do desejo – desenhos anatómicos de Arpad Szenes; 2. Corpo fragmentado – desenhos anatómicos de Vieira da Silva; 3. Cabeça e corpo inteiro – desenhos anatómicos do Museu de Medicina; 4. Tronco e membros – desenhos anatómicos do Museu de Medicina.

Criada por Henrique de Vilhena, professor de anatomia artística na Escola de Belas Artes de Lisboa e fundador do Instituto de Anatomia da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, a colecção de desenhos anatómicos do Museu de Medicina é constituída por desenhos escolares realizados pelos seus alunos entre 1905 e 1938, período em que foi responsável pela cadeira na Escola de Belas Artes.

Entre os alunos de Henrique de Vilhena figuram Guilherme de Santa-Rita, Calvet de Magalhães, Dórdio Gomes, Frederico Ayres, Carlos Bonvalot, Helena de Bourbon e Menezes, Jorge Valadas, Norberto Correia, Estrela Faria, José Tagarro, quase todos representados na presente exposição. Embora as aulas de desenho de modelo fossem realizadas na Escola, era no Instituto de Anatomia da Faculdade de Medicina, por possuir condições apropriadas, que se estudava o corpo dissecado.

Maria Helena Vieira da Silva foi, por opção pessoal, aluna de Henrique de Vilhena. Apaixonada pela anatomia, Vieira da Silva frequentou livremente um dos seus cursos na Faculdade de Medicina, provavelmente entre 1926 e 1927, de acordo com as datas inscritas nos desenhos ali realizados.

Além de desenhos do Museu de Medicina e de Vieira da Silva, Gabinete de Anatomia apresenta dois grupos de desenhos de modelo nú, masculino e feminino, da autoria de Arpad Szenes: um, com características marcadamente escolares, foi provavelmente realizado na Academia Livre de Budapeste, onde Arpad foi aluno de Rippl Ronnaï na década de 1910; outro foi feito entre 1928 e 1932, possivelmente em Paris já depois do artista ter conhecido Vieira da Silva. A inteligência, frescura, liberdade e discrição, principalmente dos últimos desenhos, começam já aqui a definir uma visão poética muito pessoal que irá marcar toda a sua obra.

A exposição integra também uma série de desenhos preparatórios de Arpad Szenes para uma das suas obras mais destacadas, o óleo «Le Couple», uma lenta, laboriosa e amorosa fragmentação anatómica da pintura.

Cruzando objectividade e subjectividade, interioridade e exterioridade, simplicidade e complexidade, a exposição Gabinete de Anatomia liga a arte da imagem com que a ciência organizou visualmente a «fábrica do corpo humano» (título do famoso tratado de anatomia com que, no século XVI, o anatomista André Vesálio, combinando ciência e arte, inaugurou a cultura visual da medicina), com a imagem da arte que marcou indelevelmente a cultura imagética e artística do século XX.

http://www.museudemedicina.fm.ul.pt/DesktopDefault.aspx

VOLTAR
© Copyright FASVS 2010 | Design by MOZO