PT
ENG
ANA VIDIGAL | ARPAD E AS CINCO
01 Outubro 2020 - 17 Janeiro 2021
ANA VIDIGAL | ARPAD E AS CINCO
Esta exposição pode ser mais um momento de reflexão, com a ironia e humor caraterísticos
da artista Ana Vidigal, sobre o papel das mulheres no meio artístico e na sociedade em geral.
Contudo, não se trata apenas de uma crítica unidimensional ou em sentido único, na complexidade da imagética das obras apresentadas parece que a artista dispara em todas as direções
e baralha uma possível visão simplista e unívoca a que a arte é adversa.
A exposição de Ana Vidigal (Lisboa, 1960) intitulada Arpad e as cinco dá continuidade à pesquisa estética que a artista tem vindo a realizar sobre algumas problemáticas, nomeadamente, sobre os conceitos de doméstico, intimidade, privacidade, público e exterioridade. Recorrendo ao nome do patrono do museu - Arpad Szenes - as obras apresentadas refletem, com ironia, sobre o papel de artistas mulheres que foram profissionalmente mais bem sucedidas que os seus parceiros masculinos, a saber: Maria Helena Vieira da Silva, Ana Vieira, Paula Rego e Lourdes Castro. Ao prestar homenagem a estas artistas, Ana Vidigal reformula sarcasticamente a conhecida e redutora expressão «por trás de um grande homem está sempre uma grande mulher».

Esta exposição pode ser mais um momento de reflexão, com a ironia e humor caraterísticos da artista Ana Vidigal, sobre o papel das mulheres no meio artístico e na sociedade em geral.
Contudo, não se trata apenas de uma crítica unidimensional ou em sentido único, na complexidade da imagética das obras apresentadas parece que a artista dispara em todas as direções
e baralha uma possível visão simplista e unívoca a que a arte é adversa.

Setembro 2020

Hugo Dinis

[Texto em inglês]
VOLTAR
© Copyright FASVS 2010 | Design by MOZO