PT
ENG
Bartolomeu Cid dos Santos: por terras devastadas
Bartolomeu Cid dos Santos: por terras devastadas

Um mundo crepuscular, o do fim dos muitos impérios, será o mundo de Bartolomeu.

Entre conversas com Bartolomeu e alguns dos seus mais próximos (como Paula Rego, Helder Macedo, John Aiken, Manuel Augusto Araújo, Valter Vinagre), procuro fazer um breve retrato deste homem das sete partidas do mundo, artista multifacetado, irónico, romântico, terno, grande conhecedor do mundo, das viagens e das técnicas, grande conhecedor das letras, e fazer ver como ele, em cada obra que faz, gravura, pintura, escultura ou... convoca todo o tempo passado, todas as terras distantes, sabendo, com Eliot, que "tempo passado e tempo futuro estão ambos presentes no tempo presente".
Um retrato de um homem que, aos 14 anos, no Chrysler do seu avô, foi de Lisboa a Paris em 1946, e viu desfilar a terra devastada depois da II Guerra Mundial.
E é por terras devastadas, ruínas, labirintos, mares que ele, sempre menino e sempre marinheiro, procura... e procura o quê?

Um filme de Jorge Silva Melo.
Duração 62'

Ciclo de filmes - A arte em imagens.
20 e 27 de Junho
15h30

Para mais informações, consulte-se o site www.artistasunidos.pt

VOLTAR
© Copyright FASVS 2010 | Design by MOZO